Sabia que…

No campo o moinho, onde o camponês tem de levar o cereal e esperar pela sua farinha, é o local de reunião por excelência. Os monges iam pedir esmola, as prostitutas rondavam as suas imediações.

O artesanato, como principal fonte de produção de mercadorias, constitui­se a partir do renascimento comercial e urbano do sec. XI, transformando a economia e a vida em sociedade, pelo que as feiras e mercados, destacavam­se como centros de desenvolvimento das cidades e aldeias.

O artesão desenvolvia um ofício e os ofícios medievais como padeiro, carpinteiro, ferreiro, ou outros, estavam agregados a guildas (associações) para garantirem a sua defesa e desenvolvimento, sendo as regras bastante apertadas. Por exemplo, não podia haver sobreposição de ofícios, tinham uma hierarquia própria (mesteirais) e, geralmente, cada artesão ficava cerca de 10 anos em cada ofício, onde o mestre de ofício era responsável pela alimentação e residência.

O mercador era a personagem social que estava no centro das relações que se travavam nos espaços comerciais dos burgos, sendo o responsável pela aquisição de produtos de outras proveniências e de as colocar em venda nas feiras, exercendo uma atividade eminentemente itinerante.

Os mercadores e artesãos do Mercado de Óbidos são também convidados a participar com produtos recriando a época e dando vida a esta grande festa que se faz.

ARTESÃOS
Associação Minha Casa ­ Ornamentos
Bordados d’Óbidos ­ Bordados
Catarina Fernandes ­ Pintura de Hena
Coifas e Toucados ­ Tecelaria
Conceição Moreira ­ Couros
Crepes Carpe Diem ­ Creperia
Esfera Flutuante – Doces ­ Jesuitas
Francisco Lúzio ­ Cerâmica
Herança do Passado ­ Tear
Irmandade da Cerveja ­ Cerveja Artesanal
João Jorge – Pintura de Hena
João Tiago – Coroas
Joaquim Manuel Heitor ­ Sapateiro
Laurent Buton ­ Bijuteria
Laurindo Ferreira Pinto ­ Creperia
Luís Granjo ­ Heráldica
LXBR – Cerveja Artesanal
Ma de Lurdes Matos – Coroas de Flores
Ma Estrela Melo Almeida ­ Sapateiro
Naturtrab ­ Carpintaria
Manuel Nunes ­ Brasões
Marco Battistel ­ Carpintaria
Museu da Fogaça ­ Fogaça
Paula Serra ­ Couros
Rodolfo Varela – Doces Conventuais
Santos Pessoa Criadores ­ Joalheria
Sofia Moura Santos ­ Bijuteria
Tito Quitério ­ Sapateiro
Vitor Mata ­ Cerâmica e Pintura

MERCADORES
Abderrazak Aitmoussa ­ Marroquinaria
Al Madina ­ Marroquinaria
Amani Negmeldin ­ Frutos Secos
Anabela Soares Félix – Frutos Secos Caramelizados
Alquimistas – António Marques – Poções
Apiagro Hidromel – Poções e Mel
Carlos Costa Santos – Doces Conventuais
Herlander & Paula ­ Pirogravura
Jaime Patrício Arellano ­ Tecelaria
Magia Dourada – Doces Conventuais
Maria Helena P. Lopez ­ Tecelaria
Matias Arellano ­ Tecelaria
Miryam Fuentes ­ Tecelaria
Muhammad Imran ­ Marroquinaria
Narrativa Alegre – Doces Conventuais

O Calabouço ­ Poções
Palavras & Rimas ­ Heráldica
Quinta das Tílias ­ Mel e derivados
Tarek Hassan – Artigos do Mediterrâneo
Yassine El Borki ­ Marroquinaria
Youssef Boulmani ­ Marroquinaria

ARTES DA ADIVINHAÇÃO
Magda Moita ­ Astrologia
Patrícia Cruz ­ Astrologia